terça-feira, 1 de abril de 2008

Catwoman, a felina fatal

Na sondagem de Março, sobre a heroína preferida dos leitores da Arteinad, a Catwoman ficou à frente com 42 por cento das preferências. Por isso, o post de hoje é dedicado a esta personagem da DC Comics, criada pelos mesmos autores de Batman, Bill Finger e Bob Kane, que na altura pretendiam atrair o público feminino à BD.

A Catwoman apareceu pela primeira vez em Janeiro de 1940, no primeiro número de Batman, e era, juntamente com o Joker, um dos primeiros inimigos de Batman. Conhecida inicialmente por The Cat, o alter ego de Selina Kyle, a Catwoman nem sempre se apresentou de uma forma arrojada, uma ladra profissional com ar de dominatrix e de chicote em punho. Aliás, no primeiro livro de Batman, a personagem tinha imensas semelhanças à actriz austríaca Hedy Lamarr!

Em 1947 a imagem de Catwoman estava já mais solidificada, usando um fato roxo e verde, incluindo máscara e capa como Batman. Entre 1954 e 1966 a personagem esteve desaparecida dos livros de banda desenhada, devido a questões de ordem moral relacionadas com as próprias BDs. Só depois de 1966, com um novo fato que por vezes substituía o vestido por umas calças justas, é que os fãs começaram a seguir as aventuras da Catwoman de uma forma regular.

Origens
As origens de Catwoman são reveladas no Batman #62, e apontam que Catwoman se dedicou ao mundo do crime após sofrer uma amnésia causada por um acidente de avião. No entanto, em "The Brave and the Bold, a personagem diz que inventou a história da amnésia para se desligar do passado. Durante alguns números ainda se junta a Batman, mas em breve reaparece como vilã.

Nas bandas desenhadas da década de 70, uma série de histórias contam que Selina se casou com Bruce Wayne (Batman) e que tiveram uma filha, Helena Wayne, que viria a tornar-se a Huntress.

Versões
A versão moderna de Catwoman começou em 1986, quando o escritor Frank Miller e o ilustrador David Mazzucchelli publicaram "Batman: Year One". Aqui, Selina é uma prostituta que se inspira no próprio Batman para criar a sua personagem.

Na versão de Mindy Newell e do artista J.J. Birch, em 1989, as origens de Catwoman são alargadas, explicando que Selina assassinara o seu ex-chulo por este ter abusado da irmã de Selina ("Catwoman: Her Sister's Keeper"). Ao longo dos anos, a versão de Frank Miller acabou por tornar-se a versão canónica das origens de Catwoman.

Catwoman Series
Em 1989 surgiu a primeira série de quatro livros dedicados às aventuras de Catwoman, entre Fevereiro e Maio, em edição limitada, como teste a um possível mercado para esta personagem. A segunda série de Catwoman é lançada em 1993, logo após o sucesso do filme "Batman Returns" (1992), e até ao final, em 2001, tem o trabalho gráfico de Jim Balent. A terceira série começou em 2001, com uma imagem de Catwoman mais adaptável ao novo milénio, e com Selina a passar temporariamente o seu papel de Catwoman à amiga de longa data Holly Robinson.

1 comentário:

thierry disse...

Par bien des aspects, je trouve que tu lui ressembles...